domingo, 21 de março de 2010

correndo para onde?



Como trabalhador brasileiro eu vivo muitas cenas tipicas dia após dia, alguns clichês são eternos e já caíram no gosto popular, eu venho por meio deste texto abordar o mais tipico deles e o que me garante as maiores reflexões ao conforto de meu travesseiro:

A conversa do elevador
Nada melhor para encarar as emoções humanas do que se espremer em um caixa de metal pendurada por um cabo de aço com mais oito ou nove individuos de terno e cabelo grudado a nuca pelo suor de seu trabalho extressante.

Nunca antes eu havia observado como as pessoas são entediantes, eu não digo isso pela quantidade de vezes que eu vejo dois conhecidos falando sobre o tempo ou contando as mesmas piadas, a máxima do elevador para mim é algo maior, é algo que me instiga cada vez mais a descobrir por que os seres humanos com tanto potêncial jogam tudo isso para o ar, é de conhecimento geral o uso da palavra "correria", mas nunca eu havia ouvido tanto a mesma expressao como quando comecei a trabalhar.




- Opa João!, há quanto tempo! fazem oque? sete, oito anos?
-Fala Cléber, pois é, eu to ae na correria , trabalhando sempre !
- É, sei como é, na luta!

E minha mente grita a esses débeis mentais:
PARA! ESPERA!ALGUEM ME DIZ! Vocês estão correndo pra que? lutando pelo que?


Será que alguem ja parou para se perguntar realmente sobre isso? esses caras de terno amassado e expressão acabada tinham tantos sonhos quanto aquela criança que dizia que ia construir uma piscina cheia de toddynho! poque param então? ou melhor,porque insistem em coninuar correndo em direção ao nada? será que um emprego estável e férias de trinta dias uma vez ao ano são tão empolgantes assim?


Lutam por quem? por eles mesmos?
Não! jamais! os tão aclamados trabalhadores usam algo maior, são seres desprendidos de qualquer natureza egoísta, sua máxima é trabalhar para sustentar a familia!

Mas será que é só isso que basta? contas pagas no final do mês? por que as taxas de divório e filhos tão revoltados estão subindo exponencialmente?
Não venho trazer a resposta, não sou tão pretensioso, venho só fazer a pergunta para aqueles que ainda não embarcaram em rumo ao sono de uma vida comum, o que VOCÊ quer fazer?

Não escolha o caminho mais fácil como tantos outros fazem, vá em busca daquilo que faz seus olhos brilharem, se tudo der errado e se sua paixão por aquilo que te faz acordar de manhã não forem suficientes, ao menos você vai poder respirar mais leve e dizer que ao menos tentou.
Basta dar um passo para chegar mais perto do seu objetivo.

VIAJE
AME
SINTA
JOGUE
GANHE
PERCA
VIVA
SEJA!

Um comentário:

  1. perfeito. é realmente cansativo ouvir a mesma coisa das mesmas pessoas mal-sucedidas: "na luta, na correria".
    De certa forma é um consolo pensar que se está lutando, se esforçando, trabalhando duro. Mas no fundo o trabalho é mal feito e continuará sendo enquanto o objetivo final da semana for ir pra balada, bar ou churrasco, e o do mês for pagar as contas.
    Desse jeito os caras programam a mesma rotina e nunca saem disso.
    Uma vida cheia de risadas, mas sem sorrisos.
    Cheia de alegrias, mas sem felicidade.

    só ilusão passageira.

    ResponderExcluir